"Envelhecer é um loucura, não é para maricas"

A expectativa de vida tem crescido progressivamente nas últimas décadas. Se no início do século XX a média era viver até os 50 anos, hoje já é possível alcançar os 80 anos. Porém, envelhecer bem não é uma tarefa simples. Em uma recente entrevista para a revista Quem, Rita Lee falou sobre como tem lidado com o envelhecimento e nada melhor que uma citação dessa sempre mutante musa do rock brasileiro para começarmos esse assunto. “Envelhecer é uma loucura, não é para maricas”

rita lee

Com seu jeito autêntico, ela diz aquilo que todos nós sabemos: viver, por si só já é uma loucura, mas chegar aos sessenta, setenta anos carregando tantas experiências, histórias, tantas bagagens (boas e ruins) sem perder o bom humor, não é para qualquer um! E por falar em humor, a artista, que sempre foi um tanto quanto irreverente, conta – com a calmaria que o tempo lhe trouxe – que já não sente necessidade de ser a antiga Rita Lee, que causava polêmica e ironizava tudo. Com a sensatez de quem já viu e viveu muito desse mundo, nos lembra de algo que muitas vezes não falamos: transformações são bem-vindas! Trocar os palcos pela monotonia dos cuidados de casa e da família ou a empresa renomada pelas quadras de um hobby qualquer, não significa que estamos regredindo, significa que estamos em movimento e que as prioridades mudam. E não é só a mente que precisa se readaptar a novas rotinas, o corpo também costuma começar a gritar. A coluna reclama quando fica muito tempo na mesma posição, as articulações sentem o peso do tempo e, por isso, costumamos associar a velhice com uma ideia de perda de qualidade de vida. Mas isso não é verdade. Até porque, segundo a Organização Mundial da Saúde, ter saúde não é meramente ausência de enfermidades, mas sim um estado de bem-estar físico, psíquico e social. E como chegar lá com a saúde em dia? Sobre o aspecto psíquico e social, Rita nos dá uma aula sobre aceitação, para lá de necessária. Aceitar as rugas, as novas limitações (que são diferentes das de 10 anos atrás, mas provavelmente incomodariam tanto quanto), as transições, o seu próprio ritmo, aceitar que você continuará sendo você, ainda que os gostos mudem, os hábitos, as prioridades, os amigos e que a própria vida mude. A saúde física, como já mencionamos, sente o peso do tempo, mas a recomendação continua sendo o de sempre: se mantenha em movimento! O fator genético é importante, mas não é implacável. Uma rotina de exercícios diários vai garantir que você viva com autonomia por mais tempo, além de trazer uma dose extra de alegria (e endorfina) para os seus dias! E aí, disposto a viver mais e melhor? Aqui na All Klinic nós cuidamos de você de forma integral! Quer conferir na íntegra toda a irreverência e sensatez de Rita Lee ao falar sobre envelhecimento? Clique aqui.

#medicina #cuidados #idosos #saúde #geriatria #envelhecimento

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square